Estrutura organizacional

Coordenação Municipal de Vigilância em Saúde

Coordenadora: Ângela do Nascimento Rodrigues Silva
Endereço: Av. Ceres, s/n, setor Independência
Telefone: 62 3342-6146
E-mail: ubsipirangadegoias@outlook.com
Horário de Funcionamento: Segunda a Sexta das 08h às 11h e das 13h às 17h

Competências

I - Execução das Ações de Vigilância epidemiológica;
—  Notificação e investigação de doenças de notificação compulsória oportunamente;
—  Notificação e investigação de surtos;
—  Ações de Controle de Surtos;
 
II - Vigilância de doenças e agravos, com foco em:
—  Hanseníase;
—  Tuberculose;
—  Doenças Cardiovasculares;
—  Chagas;
—  Diabetes Mellitus;
—  Dengue, Zica e Chikungunya;
—  Febre Amarela;
—  Depressão;
—  Dependência Química;
 
III - Vigilância do Óbito;
—  Investigação de óbitos materno, infantil e causa mal definidas oportunamente;
—  Digitação de Declaração de óbitos no SIM  oportunamente;
 
IV - Alimentação e Monitoramento dos Sistemas de Informação em Saúde SINAN, SIM e SINASC;


V - Vigilância da Doenças de Transmissão Hídricas e Alimentares;


VI - Supervisão e Acompanhamento das ações de Vigilância Sanitária;


VII - Execução e Acompanhamento das Ações de Saúde do Trabalhador;


VIII - Execução e Acompanhamento das Ações de Saúde Ambiental;


IX - Supervisão e Acompanhamento das Ações de Combate às Endemias e controle de vetores;


X - Elaboração de Boletim Bimensal de Vigilância Epidemiológica;


XI - Acompanhamento, monitoramento dos indicadores de saúde;


XII - Execução de Campanhas para controle de doenças e agravos transmissíveis e não transmissíveis;


  • XIII - Articulação com outros setores para alcance os objetivos;

    A Vigilância em Saúde do Trabalhador (VISAT) é um dos componentes do Sistema Nacional de Vigilância em Saúde. É uma importante ferramenta do Sistema Único Saúde, para a promoção da saúde e a redução da morbimortalidade da população trabalhadora, por meio da integração de ações que intervenham nos agravos e seus determinantes decorrentes dos modelos de desenvolvimento e processos produtivos (Portaria GM/MS Nº 3.252/09).

    As ações de Vigilância em Saúde do Trabalhador deverão ser desenvolvidas por profissionais da Vigilância em Saúde, dos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), devidamente instituídos como autoridade sanitária, e quando necessário da Atenção Primária.


Desenvolvido por